Projeto Lerelena

Projeto Lerelena

Em homenagem ao centenário do nascimento da poeta paranaense Helena Kolody iniciamos o Projeto Lerelena.

Nove poetisas do sul brasileiro se propoem ao desafio de ler relendo (ler helena) e interInvencionar. A proposta é confluir e colidir a nossa letra com a dela, helena. As interInvenções serão sempre sensibilizadas por poemas seus. Nesta primeira etapa partiremos de nove poemas que serão postados a cada sexta-feira.


Miragem no caminho (Helena Kolody)

Perdeu-se em nada,

caminhou sozinho,
a perseguir um grande sonho louco.

(E a felicidade
era aquele pouco
que desprezou ao longo do caminho.)



segunda-feira, 9 de julho de 2012



 NOTA DE AGRADECIMENTO

O rosto tem cheiro de deformidade,
Na rede é casualmente desconhecido.
Tiro e coloco a roupa todos os dias,
Minha casca não é um acessório, é parte de meu corpo.
Aqui, a virtualidade me chega cheia e me alimenta.
Sou  mulher.
Somos mulher.
E quem não precisa da rede?

2 comentários:

Jo Ana disse...

A cama vazia é a falta de assinatura de um lugar que nunca foi realmente meu.

Jo Ana disse...

O branco no cimento é gelado, mas não congelado, deixa cair as gotas fracas do suor do banho.